EllaLink | Conectar a Europa à América Latina através de fibra ótica

O Ellalink tem o objetivo ligar a Europa à América do Sul através de um cabo de telecomunicações submarino com mais de seis mil quilómetros de comprimento, permitindo elevadas trocas de dados com baixa latência entre os dois continentes.
Sines é a porta de entrada para Europa e Fortaleza para América do Sul. Os data centres de Madrid e Lisboa também estarão conectados a esta rede, mas por via terreste.

Quadro de Resumo

Setor Telecom
Empresas Envolvidas EllaLink Proef Quadrante
Localização Sines, Portugal
Soluções Utilizadas Data Center

Números Globais

1500 A Cable Landing Station de Sines ocupa uma área de cerca de 1500 m² e dispõe de uma área útil de 260m² de salas técnicas, para alojamento dos sistemas de interligação e gestão do Cabo Submarino.
50% A ativação da rota direta entre a Europa e a América Latina vai levar a uma redução de 50%, em comparação com a atual infraestrutura, do tempo que a informação demora a passar na rede.
12 Meses de duração do projeto: três meses (desenho e licenciamento) e nove (execução).

O Desafio

Conectar o desconectado Este projeto apresenta grandes desafios e responsabilidades, pois permite passar um volume maciço de dados entre a Europa e a América Latina, conectando diretamente um total de 1.2 biliões de pessoas sem recorrer à América do Norte, mais propriamente aos EUA. Locais com conectividade limitada como a Madeira, Cabo Verde, Mauritânia, Marrocos, as Ilhas Canárias e a Guiana Francesa vão ter um caminho direto para a Europa continental.

À Proef foi atribuída a missão de planear, desenhar e construir toda a infraestrutura de suporte - Cable Landing Station, em Sines, que é o ponto de encontro entre a rede submarina e terrestre. Como premissa ficou a escalabilidade do projeto, ou seja, foi desenhada uma solução que permite o crescimento gradual da infraestrutura de acordo com as necessidades do negócio da EllaLink.

A nossa solução

Na primeira fase do projeto, em agosto de 2019, a Proef foi responsável por desenhar, em conjunto com a EllaLink, a solução e obter os licenciamentos necessários, incluindo  o traçado de condutas que interliga a chegada do cabo à praia com a Cable Landing Station (CLS).
A segunda fase foi a construção e implementação da Cable Landing Station (CLS), uma infraestrutura de suporte crítica dada a globalidade do projeto, que potencia a ligação às outras cidades europeias.

Este projeto englobou as seguintes especialidades:
Infraestruturas de Civil​
Rede de abastecimento de água e esgotos​
Estrutura modular pré-fabricada ModSecur​ Respondendo à premissa da escalabilidade​​
Climatização​ Sistema AVAC de expansão direta (UCC, Mono-Splits)​​
Energia​ Média e Baixa Tensão; Posto de Transformação; Grupo Gerador e Sistema de transfega de Combustível (72h de autonomia); Quadros Elétricos AC; Rede de Distribuição Elétrica DC; Iluminação; Inversores AC/DC e Baterias​​
Segurança​ Deteção e Extinção de Incêndio; Videovigilância, Controlo de Acessos e Intrusão; Deteção de inundação; Sinalização e Selagens CF​​
Comunicações​ Rede de cobre (ITED), Gestão Técnica (BMS)​​

Testemunhos

Philippe Dumont:
"Este cabo é realmente um elemento único para fomentar os negócios entre a Península Ibérica e a América do Sul: se quer um grande negócio precisa de uma infraestrutura digital forte e robusta e é isso que a EllaLink oferece."